Publicado em 12/09/2019 às 14h24.

Augusto Aras diz que função da PGR não pode ser ‘somente’ combate à corrupção

Subprocurador continua com visitas a senadores

Redação
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

 

O subprocurador Augusto Aras, indicado por Jair Bolsonaro (PSL) para assumir a Procuradoria-Geral da República (PGR), disse que o órgão não pode ser comprometido somente com o combate à corrupção.

A declaração foi feita na saída do gabinete do senador Alessandro Vieira (Cidadania), nesta quinta-feira (12), em conversa com jornalistas.

“Eu tenho apenas conversado com os senadores sobre o nosso pensamento acerca de um Ministério Público moderno, capaz de atender às grandes necessidades de um Brasil novo, que exige não somente combate à corrupção, mas também exige o destravamento da economia”, falou Aras.

Nesta semana, ele se encontrou com vários outros senadores, incluindo a bancada do PT, que conta com o baiano Jaques Wagner.

PUBLICIDADE

Mais notícias