Publicado em 20/12/2019 às 11h26.

Bárbara, a da 1+1 é Sempre Mais, para crianças carentes viverem como crianças

Para além das brinquedotecas, ela também, com apoio das bases comunitárias e escolas, arregimenta crianças carentes para visitar museus, teatros e cinemas

Levi Vasconcelos
Foto: Blog do Levi
Foto: Blog do Levi

 

E eis que um dia, coisa de 20 anos atrás, Bárbara Trindade (foto), assistente social, num dia de visitas ao Presídio Feminino de Salvador, notou um fato: as crianças que iam visitar mães e avós presas ficaram totalmente fora de tom, como peixe fora d’água, fora de sua rota.

— Era um ambiente muito triste, frio e sombrio.

Foi aí que ela teve uma ideia: montar uma brinquedoteca lá, para quando as crianças estiverem presentes, brincarem, desconectando-as da energia negativa do mundo em volta.

Apoio geral

A ideia fluiu. Bárbara fundou a ong ‘1+1 é Sempre mais que 2’ (com sede em Fazenda Grande IV, Cajazeiras), hoje já com brinquedotecas, além do presídio, nas Delegacias da Mulher de Brotas e Periperi e nas Bases Comunitárias, da PM, de Santa Cruz e Calabar e coleciona longo leque de apoios, que começa com o coronel Anselmo Brandão, comandante geral da PM; OAB; Ministério Público mais a Integra OT Trans, empresa de transporte; e a TV Bahia, com apoio midiático.

Para além das brinquedotecas, ela também, com apoio das bases comunitárias e escolas, arregimenta crianças carentes para visitar museus, teatros e cinemas.

— Nós levamos 600 crianças em outubro, com apoio da OT Trans, para o Indoor Games, ou Game Store, no Salvador Shopping.

Detalhe: Bárbara vai completar 46 anos dia 25, no natal. Ela diz que com o trabalho, se sente presenteada.

Levi Vasconcelos

Levi Vasconcelos é jornalista político, diretor de jornalismo do Bahia.ba e colunista de A Tarde.

PUBLICIDADE