Publicado em 03/12/2015 às 14h41.

Caiado pede suspensão do recesso parlamentar

Proposta será apresentada ao Congresso e tem o objetivo de evitar suspensão dos trabalhos da comissão que vai analisar pedido de impeachment da presidente

Redação

O líder do Democratas no Senado, Ronaldo Caiado (GO), anunciou que, após o deferimento do pedido de impeachment de Dilma, vai percorrer todo o país e
buscar a mobilização do povo para a importância do fim do que chama de “esse governo corrupto que instalou o caos político e social”. A declaração foi feita durante a convenção nacional do partido realizada nesta quinta-feira (3), em Brasília, quando o senador José Agripino (RN) foi reconduzido por aclamação à presidência do partido. Caiado também vai trabalhar para que o Congresso não tenha o recesso parlamentar para poder dar prosseguimento ao trabalho da comissão especial que irá analisar o pedido de afastamento da presidente da República.

O presidente reconduzido Agripino Maia chamou a atenção para o que deve ser  o verdadeiro papel da política:  trabalhar em benefício do povo. “Nossa missão será recuperar o Brasil ao lado do povo”, comprometeu-se.

Já o presidente nacional do PDSB, Aécio Neves, elogiou a liderança política do partido e o protagonismo de Caiado na condução da pauta do Senado. O prefeito de Salvador, ACM Neto, também destacou a atuação do líder goiano: “Considero Caiado meu irmão mais velho na política. Um homem que faz um trabalho extraordinário, encarna o espírito do povo, a voz do protesto e da indignação do povo. É motivo de grande orgulho para o Brasil todo”, reforçou.

PUBLICIDADE