Publicado em 11/04/2016 às 20h38.

Comissão de impeachment aprova relatório por 38 a 27

Veja como baianos votaram; regimento determina 48 horas úteis para que matéria entre na pauta do plenário e previsão é de que a votação seja finalizada até domingo (17)

Evilasio Junior
Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados
Foto: Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

 

Por 38 votos a 27, os deputados da comissão especial de impeachment da Câmara Federal aprovaram, na noite desta segunda-feira (11), o parecer do relator do processo Jovair Arantes (PTB-GO), que recomenda o impedimento da presidente Dilma Rousseff (PT). Presidida por Rogério Rosso (PSD-DF), a sessão concorrida teve duração superior 10 horas e foi marcada por forte embate político, em que os parlamentares se dividiram entre discursos incisivos pró e contra a petista.

Entre os partidos que fazem ou fizeram parte do governo e estavam divididos, o PSB, o PTB e o PSC recomendaram as bancadas a votarem “sim”, o PR orientou pelo “não”, enquanto o PSD apostou na maioria contrária e PP e PTN liberaram os seus representantes no colegiado.

Agora, com a admissibilidade, após o resultado ser publicado no Diário Oficial da União, o regimento determina 48 horas úteis para que a matéria entre na pauta do plenário. A partir daí, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), irá convocar as sessões para discussão e votação do texto. A previsão é de que o pleito seja finalizado até o próximo domingo (17).

Para ter a ação encaminhada ao Senado, responsável pelo julgamento final, são necessários 342 votos favoráveis ao impeachment. Caso o processo seja aceito na Câmara Alta do Congresso, Dilma terá que se afastar por 180 dias e será aberta uma nova comissão especial antes de o parecer ser apreciado em plenário. No período, assume o vice, Michel Temer (PMDB).

A presidente será considerada culpada e terá o mandato impugnado definitivamente se dois terços dos senadores (54 dos 81 parlamentares) optarem pelo “sim”. Caso contrário, a mandatária retorna ao cargo.

Baianos – Entre nove os deputados baianos titulares da comissão, quatro foram favoráveis ao relatório e quatro contrários e um não votou. Confira o posicionamento dos parlamentares da Bahia:

Sim (a favor do impeachment)

Benito Gama (PTB-BA)
Elmar Nascimento (DEM-BA)
Lucio Vieira Lima (PMDB-BA)
Jutahy Junior (PSDB-BA)

Não (contra o impeachment)

Bacelar (PTN-BA)
Roberto Britto (PP-BA)
José Rocha (PR-BA)
Paulo Magalhães (PSD-BA)

*Bebeto (PSB-BA) não votou e foi substituído pelo suplente Bruno Araújo (PSDB-PE).

PUBLICIDADE