Publicado em 27/10/2020 às 08h29.

Comunicação de Bolsonaro orientava Mandetta a não comentar passeios do presidente

Após minimizar o vírus da Covid-19, chamando-a de gripezinha, o presidente passou a fazer passeios com frequência

Redação
Foto: Carolina Antunes/PR
Foto: Carolina Antunes/PR

 

Durante as entrevistas coletivas do Ministério da Saúde, no começo da pandemia, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta foi orientado pela Secretaria Especial de Comunicação Social a não falar dos passeios do presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia. A informação é da coluna de Guilherme Amado, da revista Época.

Após minimizar o vírus da Covid-19, chamando-a de gripezinha, o presidente passou a fazer passeios com frequência, cumprimentando apoiadores e contrariando as recomendações do Ministério da Saúde.

A Secom de Bolsonaro proibiu Mandetta de tecer comentários sobre isso em suas entrevistas. Segundo a coluna, a história consta de Guerra à Saúde, de Ugo Braga, diretor de Comunicação do Ministério da Saúde na gestão de Mandetta, que será publicado esta semana e conta bastidores dos momentos de tensão de Mandetta na Saúde.