Publicado em 15/07/2019 às 14h12.

Conselho de ética do PSB decide abrir processo contra deputados pró-reforma

Onze dos 32 integrantes da bancada do partido na Câmara votaram a favor da reforma da Previdência

Redação
Foto: Divulgação/ PSB
Foto: Divulgação/ PSB

 

O conselho de ética do PSB decidiu nesta segunda-feira (15) instaurar processo contra os 11 integrantes da bancada do partido na Câmara dos Deputados que votaram a favor da reforma da Previdência, de acordo com a Folha.

A sigla, que fechou questão contra a matéria, tem 32 membros na Casa.

Os 11 parlamentares terão dez dias para a apresentação da defesa, após a notificação. Em seguida, o colegiado indicará a penalidade, mas a decisão final é de responsabilidade do diretório nacional da sigla. A pena varia de advertência até a expulsão da legenda.

O processo deverá ser finalizado somente em agosto, em função do recesso parlamentar, que começa nesta semana.

Além disso, uma eventual mudança de posicionamento no segundo turno da votação da reforma pode influenciar no julgamento do conselho.

“Acho que [se alguém votar de forma diferente no segundo turno] é ingrediente para você rediscutir a posição da pessoa”, declarou o presidente do colegiado, Alexandre Navarro.

PUBLICIDADE