Publicado em 25/09/2021 às 09h00.

Datafolha: aprovação do STF resiste a ataques da Presidência

Apesar de índice de aprovação seguir o mesmo, ainda é considerado baixo: apenas 25% dos entrevistados consideram trabalho ótimo ou bom

Redação
Foto: Arquivo/ Valter Campanato/ Agência Brasil
Foto: Arquivo/ Valter Campanato/ Agência Brasil

 

Um novo levantamento do Datafolha revelou que, apesar dos constantes ataques sofridos pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o STF (Supremo Tribunal Federal) segue com avaliação estável.

Desde julho, nada mudou, o que não significa algo muito positivo para os 11 ministros da corte, visto que o índice de aprovação se mantém com 25% dos entrevistados considerando o trabalho como ótimo ou bom.

Na outra ponta, são 35% que reprovam as ações do STF e outros 35% que o avaliam como regular. Em relação à rodada anterior, em julho, houve uma piora da avaliação dentro da margem de erro, de dois pontos percentuais para mais ou menos.

Há dois meses, 24% aprovavam o trabalho do Supremo, 36% o consideravam regular e 33%, o reprovavam. Assim, é possível dizer que o enorme desgaste promovido por Bolsonaro, que elegeu os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso como alvos de uma campanha sistemática, teve danos contidos à já má imagem da corte.

A pesquisa Datafolha ocorreu entre 13 e 15 de setembro, com 3.667 entrevistas presenciais em 190 cidades, segundo informações da Folha de S.Paulo.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.