Publicado em 29/05/2019 às 18h51.

Decisão de Geraldo Jr. pressiona Paulo Magalhães Jr. a articular acordo por estatuto

Presidente da Câmara decidiu não votar nenhum projeto até que o Estatuto de Igualdade seja apreciado em plenário

Breno Cunha
Foto: Breno Cunha/bahia.ba
Foto: Breno Cunha/bahia.ba

 

A decisão do presidente da Câmara Municipal  de Salvador, vereador Geraldo Jr., de não votar mais nenhum projeto se o Estatuto de Igualdade não for apreciado ainda nesta quarta-feira (29) coloca o líder do governo, Paulo Magalhães Jr., contra a parede.

O Executivo tem projetos importantes tramitando na Casa, e conta com a aprovação do Built to Suit, que trata de aluguel de imóveis pela prefeitura, na próxima semana.

“Se o Estatuto não for votado hoje, votarei na próxima quarta. E não será votado mais nada além dele. Absolutamente nada.”

Até o momento, Paulo Magalhães Jr. não conseguiu mobilizar sua base para retirar a emenda proposta pela bancada evangélica que modifica por completo o Estatuto.

Se aprovada, ela coloca o termo “e demais religiões” sempre que houver “matriz africana” no texto. Assim, passa a abranger todas as religiões da cidade e não somente as de matrizes africanas.

PUBLICIDADE

Mais notícias