Publicado em 22/12/2021 às 11h23.

Delegados da Receita entregam cargo após aprovação do orçamento

Categoria, que tem assembleia nesta quinta com indicativo de greve, critica a reserva de recursos apenas para a área de segurança

Redação
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

Pelo menos 283 delegados e chefes de divisão da Receita Federal entregaram seus cargos após cortes nos recursos previstos para o Ministério da Economia em 2022. O ato é um protesto pelo fato de o orçamento de 2022, aprovado na terça-feira (21), prever recursos para reajuste de categorias na área de Justiça e Segurança e não para outros servidores. O dinheiro reduzido em Economia pode ser usado neste reajuste que não contemplará a Receita.

De acordo com o Sindicato Nacional dos Auditores (Sindifisco), em alguns estados, houve baixa de todos os delegados. São os casos de Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Pernambuco, Alagoas, Rio Grande do Norte e Paraíba. “Não é carta de intenção. É pedido de exoneração efetivo. Isso significa que o órgão de arrecadação do país puxou o freio de mão”, afirmou à CNN o presidente do Sindifisco, Kleber Cabral.

Os servidores da Receia Federal cobram do governo que conceda o pagamento de uma gratificação associada à produtividade. “Para dar reajuste a policiais, pegaram o orçamento do órgão que arrecada”, criticou Cabral.O movimento pode afetar processos da Receita Federal, sistemas de arrecadação de impostos e também em procedimentos aduaneiros na circulação de cargas e mercadorias. A categoria agendou uma assembleia para esta quinta-feira (23), com indicativo de greve geral. Fonte: CNN Brasil

 

 

 

 

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.