Publicado em 23/09/2021 às 09h15.

Esposa de Arthur Lira ganha cargo de R$ 14 mil do governo de Roraima para atuar em Brasília

Angela Lira já chegou a ser envolvida em uma acusação judicial por suspeita de ser funcionária fantasma

Redação
Foto: Reprodução / Redes Sociais
Foto: Reprodução / Redes Sociais

 

A esposa do presidente da Câmara Federal, deputado Arthur Lira (PP-AL), ganhou um cargo do governo de Roraima para atuar em Brasília.

Angela Maria Gomes de Almeida Lira foi nomeada em julho deste ano pelo governador de Roraima, Antonio Denarium (sem partido), como secretária-adjunta da Representação Estadual no Distrito Federal. O salário mensal é de R$ 14 mil.

Denarium, ex-PSL, é aliado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e participou, inclusive, dos atos antidemocráticos do 7 de Setembro.

Segundo a gestão roraimense, a pasta tem a atribuição de interlocução com as diferentes instituições com as quais o governo se relaciona na capital federal.

A companheira de Lira já chegou a ser envolvida em uma acusação judicial contra seu marido na Assembleia Legislativa de Alagoas por suspeita de ser funcionária fantasma.

O jornalista alemão Philipp Lichterbeck, em publicação nesta quarta-feira (22) no jornal Deutsche Welle (Voz da Alemanha), afirmou que certas notícias despertam pouca atenção no Brasil “por fazerem parte da normalidade” do país”.

“Quando as conto aos meus conhecidos na Alemanha, em geral me perguntam, cheios de perplexidade: “E essa gente está no poder, no Brasil? Eles não renunciam por conta própria, quando algo assim vem à luz? Ou são forçados a renunciar?” Aí eu sempre digo: “É pior ainda, porque essa gente é até eleita vez após vez. Parece que os brasileiros, de certa maneira, os admiram”, escreveu o alemão sobre o que chamou de “nepotismo sistêmico” da política brasileira.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.