Publicado em 09/05/2019 às 15h02. Atualizado em 09/05/2019 às 18h09.

Evangélicos articulam para derrubar decreto que flexibiliza porte de armas

Frente evangélica tem 195 deputados e pode ser decisiva para derrubar decreto

Redação
Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

 

A bancada evangélica da Câmara tentará derrubar o decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro que flexibiliza o porte armas.

Segundo o jornal O Globo, ainda que outros partidos já tenham apresentado decretos legislativos para a revogação da matéria do governo, a intenção dos evangélicos é colocar um projeto próprio na pauta da Câmara.

Com a força de 195 deputados, a frente evangélica pode impor um risco real de derrubada do decreto do Palácio do Planalto.

Atualização:

O baiano Abílio Santana (PR), vice-presidente da Frente Parlamentar Evangélica, desmentiu que a bancada evangélica da Câmara vai tentar derrubar o decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro que flexibiliza o porte armas.

O parlamentar reiterou apoio à medida do presidente Jair Bolsonaro. “Não tem nada a ver com isso. Isso não passa de uma inverdade. Alguém mal-intencionado falou em nome da Frente. Não procede. Isso é uma calúnia”, disse o deputado.

PUBLICIDADE