Publicado em 14/08/2019 às 09h23.

Falta sensibilidade, diz secretário estadual do Meio Ambiente sobre Bolsonaro

João Carlos Oliveira afirma que sua pasta encontra dificuldades com a gestão federal, cuja agenda sobre o tema tem sido pautada em retórica radical

Alexandre Santos
Foto: Matheus Morais/bahia.ba
Foto: Matheus Morais/bahia.ba

 

O secretário do Meio Ambiente da Bahia, João Carlos Oliveira, afirmou ver dificuldades na relação com o governo Bolsonaro (PSL), cuja agenda para a área tem sido pautada por uma retórica radical, sobretudo em relação a temas como o desmatamento.

“Eu acho que o eixo principal para se trabalhar com meio ambiente é sensibilidade. Quem não tem sensibilidade é melhor ir para outra área. Nó estamos encontrando muitas dificuldades com o Ministério do Meio Ambiente, sobretudo por essa falta de sensibilidade”, disse Oliveira ao bahia.ba na manhã desta quarta-feira (14).

A declaração foi dada na abertura do I Fórum Internacional do Meio Ambiente e Economia Azul, realizado no Senai-Cimatec, em Salvador.

PUBLICIDADE