Publicado em 14/01/2020 às 14h14.

‘Feliciano tinha descontrole ético e moral’, diz empresário

"Se Feliciano queria puxar o saco do Bolsonaro, nada mais justo que ele vá para o partido dele", disse Fernandes Filho

Redação
Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

 

O empresário Fernandes Filho, autor do pedido que levou o deputado federal Marco Feliciano a ser expulso do Podemos, está em festa com a saída do pastor da sigla, segundo a coluna de Guilherme Amado, na revista Época.

“Se Feliciano queria puxar o saco do Bolsonaro, nada mais justo que ele vá para o partido dele. Feliciano tinha um descontrole ético e moral que contaminava todo o partido”, afirmou Fernandes, que tentou uma vaga de deputado federal pelo Podemos cearense, sem sucesso.

No mês de setembro, ele enviou uma representação à executiva paulista do Podemos.

Quatro meses depois, Feliciano foi expulso por infidelidade partidária — desde a campanha, o pastor é fã incondicional de Bolsonaro e não dá a mínima para Alvaro Dias, que tentou a Presidência pelo partido.

PUBLICIDADE