Publicado em 25/03/2021 às 21h00.

Flordelis diz que filha mandou matar pastor Anderson porque era assediada por ele

Ministério Público afirma que a deputada foi a mandante do crime

Redação
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

 

A deputada federal Flordelis acusou a filha Simone de ter sido a mandante do assassinato do pastor Anderson, morto a tiros na garagem de casa, em junho de 2019. Em entrevista ao jornalista Pedro Bial, a parlamentar disse que Simone estava doente e era assediada pelo pastor. A entrevista vai ao ar nesta quinta-feira (25).

“Além de estar com câncer, sofrendo com câncer, ela carregava isso sozinha, em silêncio, esses assédios, esses estupros. Ela carregava sozinha, Bial. Não estou defendendo ela, porque não concordo com o que ela fez. Eu discordo 100%. Ela não podia ter feito isso, não é matando que resolvemos os problemas”, afirmou.

Flordelis e outras 11 pessoas são acusadas do crime. Apesar de negar envolvimento no assassinato, o Ministério Público afirma que a deputada foi a mandante.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.