Publicado em 13/05/2016 às 18h44.

Governador evita assunto Wagner e diz que não fala pelo PT

Rui disse que não conversou com o correligionário sobre a possibilidade de colocá-lo no governo e evitou opinar sobre estratégia do partido pós-impeachment

Rodrigo Aguiar
rui costa inauguracao 2 concha acustica tca foto manu dias govba
Foto: Manu Dias / GOV BA

 

O governador Rui Costa disse que ainda não conversou com o ex-governador Jaques Wagner, exonerado do gabinete da Presidência da República, sobre a possibilidade de o seu correligionário fazer parte do seu governo e se negou a dizer qual deve ser a estratégia do PT pós-impeachment.

“Quem define a estratégia do PT é o partido. Eu sou o governador. Eu represento para além dos interesses do PT. Represento a frente de partidos. Quem fala em nome do partido não sou eu. Não usurpo funções que não são minhas. […] Como diz o ditado da música de Gil : ‘Cada macaco no seu galho’ [sic – o compositor é o sambista Riachão]”, declarou Rui nesta sexta-feira (13), pouco antes do show de reabertura da Concha Acústica do Teatro Castro Alves.

O governador também evitou fazer qualquer prognóstico sobre qual será o resultado do julgamento final da presidente pelo Senado. Caso 2/3 dos senadores votem pelo impeachment, Dilma será destituída definitivamente da Presidência da República. “Eu não sou a pessoa adequada para falar disso. Eu não conversei com senadores de outros estados. Seria no chutômetro”, disse.

Marca do Governo da Bahia 2016

PUBLICIDADE