Publicado em 24/08/2019 às 08h00.

Governo culpa general Heleno por reação demorada a queimadas na Amazônia

Na análise de integrantes da equipe presidencial, o GSI não havia percebido a dimensão do problema

Redação
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

 

A demora do governo de Jair Bolsonaro para tomar medidas efetivas contra as queimadas na floresta amazônica foi atribuída ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI), comandado pelo general Augusto Heleno.

Na análise de integrantes da equipe presidencial, segundo a Folha de São Paulo, o GSI não havia percebido a dimensão do problema. Ainda assim, quando ocorreu, teria demorado para reagir a ele.

O governo só acordou do “cochilo” e reconheceu a dramaticidade dos fatos na quinta-feira (22). Antes disso, o presidente Jair Bolsonaro rebatia críticas e repercussão internacional culpando ONGs pelo incêndio, sem anunciar qualquer medida.

PUBLICIDADE