Publicado em 09/07/2019 às 14h00.

Líderes da Câmara não chegam a consenso sobre votação da Previdência

Deputados favoráveis à matéria queriam convencer a oposição a não apresentar requerimentos regimentais para obstruir os trabalhos

Redação
Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados
Foto: Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

 

Acabou sem acordo uma reunião realizada nesta terça-feira (9) entre líderes partidários da Câmara dos Deputados para definir o passo a passo da votação da reforma da Previdência, segundo o G1. A análise do texto deve ser iniciada nesta terça.

Deputados favoráveis à matéria queriam convencer a oposição a não apresentar requerimentos regimentais para obstruir os trabalhos. Em troca, haveria somente debate nesta terça, com início da votação na quarta-feira (10).

Os oposicionistas, entretanto, não aceitaram a oferta de acordo e debaterão uma estratégia em encontro a portas fechadas.

Com isso, é possível que as siglas favoráveis à proposta partam para a votação já nesta terça, já que possuem votos suficientes para aprovar um pedido de encerramento da discussão após o discurso de dez deputados inscritos.

Por se tratar de uma emenda à Constituição, são necessários dois turnos de votação, com o apoio de, no mínimo, 308 dos 513 deputados. Caso seja aprovado, o texto segue para o Senado

PUBLICIDADE