Publicado em 13/12/2019 às 16h10.

Lupi: em conversas com o DEM, PDT busca ‘alternativa política ao ódio’

“Há um ambiente para construir isso, e a mesma coisa queremos fazer em Salvador”, afirmou pedetista, ao defender candidatura de Leo Prates a prefeito

Rodrigo Aguiar
Foto; Matheus Morais/bahia.ba
Foto; Matheus Morais/bahia.ba

 

Em uma rápida passagem por Salvador nesta sexta-feira (13), o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, afirmou ao bahia.ba que o partido trabalha por uma “alternativa política ao ódio” para a eleição de 2022, ao comentar as conversas com o Democratas – de ACM Neto e Rodrigo Maia – e com PSB, Rede e PV.

“Há quem odeia o Lula e quem odeia o Bolsonaro. Nós amamos o Brasil”, afirmou o ex-deputado, recebido na capital baiana pelo secretário municipal de Saúde Leo Prates (DEM), que aguarda apenas o aval da Justiça para se filiar à legenda trabalhista.

“O Leo tem uma excelente conversa conosco há muito tempo, e é um nome que estamos apostando muito para ser candidato a prefeito de Salvador”, disse o pedetista.

Além de exaltar a antiga boa relação com Neto e Maia, Lupi destacou alianças já firmadas entre PDT e DEM em outros estados, como Goiás e Mato Grosso. “Há um ambiente para construir isso, e a mesma coisa queremos fazer em Salvador”, afirmou.

Sobre uma possível chapa encabeçada pelo PDT e com o DEM na vice – cogitada por Ciro Gomes para a eleição em Salvador – Lupi brincou: “Pretensão e água benta não faz mal a ninguém”.