Publicado em 26/10/2017 às 10h14.

MP-BA deflagra operação e prende presidente da Câmara de Correntina

Ao todo, cinco vereadores do município do oeste baiano foram presos acusados de integrar organização criminosa para fraudar licitações

Redação

Uma operação do Ministério Público da Bahia (MP-BA) prendeu, na manhã desta quinta-feira (26), cinco vereadores do município de Correntina, no oeste baiano, entre eles, o presidente da Casa, Wesley Campos Aguiar, conhecido como Maradona.

Segundo o órgão, os detidos são investigados por formação de organização criminosa suspeita de fraudar processos licitatórios e contratos na prefeitura, desviar verbas públicas mediante pagamento de gratificações indevidas a servidores e realizar exigências ilícitas ao prefeito, inclusive entrega de propina de R$ 50 mil para alguns vereadores em troca da aprovação de projetos de lei.

Foram cumpridos quatro mandados de prisão preventiva, quatro de prisão temporária e três de condução coercitiva expedidos pela Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organizações Criminosas de Salvador. A operação foi batizada de “Último Tango”.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.