Publicado em 13/02/2017 às 16h24.

Nelson Leal pretende tomar presidência do PSL de Nilo, diz Castro

Líder do partido na Assembleia Legislativa, deputado afirmou ao bahia.ba que pesa contra a permanência a falta de capacidade de conseguir mais espaços no governo Rui

Rodrigo Aguiar
Foto: Divulgação/ AL-BA
Foto: Divulgação/ AL-BA

 

O deputado Nelson Leal pretende trabalhar para assumir a presidência do PSL na Bahia, exercida atualmente por Marcelo Nilo, admitiu nesta segunda-feira (13) o deputado Alan Castro, novo líder do partido na Assembleia Legislativa.

“Nelson praticamente fundou o PSL na Bahia. Teve o acordo para Nilo assumir, mas houve um enfraquecimento do projeto de Nilo”, afirmou Castro ao bahia.ba, nesta segunda-feira (13). Leal era um dos antigos aliados de Nilo, mas a eleição para a presidência da AL-BA deixou sequelas. Derrotado na disputa contra Ângelo Coronel (PSD), Nilo viu metade do seu partido ficar contra ele, em processo capitaneado pelo próprio Castro e o deputado Manassés.

Posteriormente à eleição, o ex-presidente também não conseguiu fazer Euclides Fernandes líder da sigla na Casa. “É questão de democracia. Eu colhi quatro assinaturas e Euclides três”, disse Castro.

Segundo o líder do PSL, além da derrota na Assembleia, pesa contra a permanência de Nilo no comando da legenda a falta de capacidade de conseguir mais espaços no governo Rui. Tanto a direção da Embasa quanto a Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização, chefiada atualmente por Nestor Duarte, são considerados postos “de Nilo”, e não do PSL.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.