Publicado em 13/08/2019 às 13h53.

PSL expulsa Alexandre Frota por críticas a Bolsonaro e abstenção em votação

Partiu do presidente do PSL, Luciano Bivar, o pedido de expulsão do parlamentar

Redação
Foto: Agência Câmara
Foto: Agência Câmara

 

O PSL decidiu pela expulsão do deputado federal Alexandre Frota (PSL), acusado de infidelidade partidária por criticar abertamente o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e não votar favorável à reforma da Previdência do governo.

“A defesa dele é que estava agindo de acordo com a Constituição, com o direito de expressar os pensamentos dele. Mas esquece ele que faz parte de uma instituição”, argumentou Luciano Bivar, presidente do PSL.

Partiu do próprio Bivar o pedido de expulsão do parlamentar. A Executiva do partido se reuniu na manhã desta terça-feira (13) para deliberar sobre o caso.

Estavam presentes na reunião Major Olímpio, o deputado Felipe Francischini (PR), o deputado Julian Lemos (PB), o líder da sigla na Câmara Delegado Waldir (GO) e outros membros do partido.

PUBLICIDADE
Temas: alexandre frota , psl