Publicado em 11/01/2016 às 10h59.

Rui aguarda parecer da PGE para substituir ou não Oziel na Adab

Diretor-geral já teve o decreto de nomeação suspenso pela Justiça e foi condenado mês passado a quatro anos de prisão

Rodrigo Aguiar
Foto: Rodrigo Aguiar/ bahia.ba
Foto: Rodrigo Aguiar/ bahia.ba

 

O governador Rui Costa (PT) ainda aguarda um parecer da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) para decidir se vai ou não substituir o diretor-geral da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), Oziel Oliveira. O gestor, que já tinha a nomeação suspensa pela Justiça, foi condenado no mês passado a quatro anos de prisão em regime aberto, pelo juiz Claudemir da Silva Pereira, da Vara Crime e Execuções Penais de Luís Eduardo Magalhães, no oeste baiano, município que comandou de 2001 a 2008 e teve as contas de 2006 rejeitadas por irregularidades.

Perguntado pelo bahia.ba sobre a determinação, no evento de inauguração do Terminal de Integração do Acesso Norte, nesta segunda-feira (11), o chefe do Executivo baiano primeiramente disse “eu não recebi (a notificação do Tribunal)”, mas depois revelou ter solicitado, na semana passada, a análise do caso ao procurador-geral Paulo Moreno. “Pedi para que analisasse a questão para tomar a decisão do que eu devo fazer. Toda vez que envolve a Justiça, tem um padrão de decisão que não é pautado pela minha vontade pessoal, mas sim pela orientação da PGE e assim fiz. Estou aguardando o parecer chegar para eu tomar uma decisão”, declarou o petista, sem dar detalhes.

PUBLICIDADE