Publicado em 30/10/2019 às 19h40.

Witzel sobre Bolsonaro: ‘Não está talvez em seu estado normal’

O presidente acusou o governador do Rio de Janeiro de vazar informações sobre as investigações do caso Marielle

Redação
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

 

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, se manifestou nesta quarta-feira (30), após ser acusado pelo presidente Jair Bolsonaro de vazar informações sobre as investigações do caso Marielle.

“Eu tenho 17 anos como magistrado. E em toda a minha carreira como magistrado eu sempre prezei pelos princípios constitucionais. Jamais vazei qualquer tipo de informação, seja como magistrado, seja como governador. Lamento que o presidente tenha, num momento, talvez, de descontrole emocional, num momento em que ele está numa viagem, não está talvez no seu estado normal, tenha feito acusações sobre a minha atividade como governador”, declarou Witzel.

O governador do Rio e o presidente começaram a entrar em atrito em setembro, quando Witzel anunciou o desejo de disputar a Presidência da República.

Depois disso, a bancada do PSL na Assembleia Legislativa do Rio informou sua saída da base do governo.

Desde então, o clima entre os dois tem esquentado, ao ponto de não interagirem durante um evento oficial em Itaguaí, na Região Metropolitana do Rio. Com informações do Globo.