Publicado em 14/08/2019 às 15h14.

CCZ intensifica combate a focos de mosquito da dengue em 20 bairros prioritários

Somente este ano, mutirões de limpeza recolheram nove toneladas de lixo e materiais inservíveis que poderiam ser criadouros de larvas

Redação
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

 

O Centro de Controle de Zoonoses intensificará as ações de combate ao Aedes aegypti em mais de 20 bairros prioritários de Salvador. Durante esta semana, além das ações de rotina, os agentes de endemias aumentarão as medidas de contingência com o trabalho de inspeção e eliminação de possíveis focos do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

De acordo com a gerente de Controle das Arboviroses, Isolina Miguez, o período de chuva é muito propício para a criação de larvas. Qualquer utensílio jogado no chão pode servir como criadouro do mosquito, por isso é importante a parceria da população no combate.

Somente este ano, os mutirões de limpeza recolheram nove toneladas de lixo e materiais inservíveis. Além disso, mais de dois milhões de imóveis foram visitados e aplicou-se mais de 900 litros de inseticidas.

Os bairros prioritários da capital baiana são: Tancredo Neves, Pernambués, Saramandaia, Engomadeira, São Gonçalo, Saboeiro, Narandiba, Arraial do Retiro, Cabula VI, Stiep, Pituaçu, Imbuí, Tororó, Santo Antônio, Itapuã, Praia do Flamengo, Bela Vista do Lobato, Alto do Cabrito, Lagoa da Paixão, Massaranduba, Ribeira, Dom Avelar e Sete de Abril.

Em caso de suspeita de foco, a população deve denunciar para o Fala Salvador 156.

PUBLICIDADE