Publicado em 15/01/2016 às 17h20.

Empresários são apresentados ao projeto do VLT Paripe-Comércio

Com edital a ser lançado nos próximos 120 dias, a primeira modelagem do veículo leve sobre trilhos (VLT) foi mostrada a um seleto grupo de potenciais interessados no projeto

Redação
Apresentação do projeto do VLT para empresarios Foto: Elói Corrêa/GOVBA
Apresentação do projeto do VLT para empresários (Foto: Elói Corrêa/GOVBA)

 

O projeto do veículo leve sobre trilhos (VLT) foi apresentado nesta sexta-feira (15) pelo governo do estado a um grupo de 40 empresários, na Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), em Salvador. O edital deve ser lançado nos próximos 120 dias. De acordo com o estudo, na primeira etapa de implantação, o modal vai substituir o trem do subúrbio, e o trajeto ainda será ampliado, compreendendo 21 paradas, entre a Avenida São Luís, em Paripe, e o Comércio. A segunda etapa depende de estudos entre duas possibilidades: ligar Paripe à estação do metrô no Retiro, passando pelo Largo do Tanque, ou ir do Comércio até a Lapa.

Para o o secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, a apresentação desta sexta representa “mais um passo” para a concretização do projeto. “Estamos apresentando para a sociedade a primeira modelagem do VLT do Comércio até São Luís de Paripe, através de uma estrutura de Parceria Público-Privado (PPP), e que, em uma segunda etapa, poderá fazer uma articulação direta com o metrô, seja no Retiro, com uma ligação Santa Luzia-Retiro, seja na Lapa, com uma ligação Comércio-Lapa”, informou Dauster.

Dauster disse ainda que o projeto entra em uma fase de diálogos constantes com todos os interessados, para que eles conheçam o projeto e o governo saiba quais são as intenções e demandas dos investidores. Segundo ele, participaram da apresentação fornecedores de equipamentos, projetistas, consultores e empresas de construção civil, convocados por meio de anúncio público feito em jornais de grande circulação em Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro, para garantir a maior participação possível.

Já segundo o secretário de Desenvolvimento Urbano, Carlos Martins, a apresentação é mais uma etapa do Programa de Mobilidade da Região Metropolitana. O secretário contabiliza que estão sendo investidos R$ 8 bilhões na RMS, por meio do programa de mobilidade, somando-se metrô, VLT e corredores estruturantes, além do futuro VLT metropolitano, perfazendo um grande complexo de integração metropolitana.