Publicado em 21/12/2016 às 14h50. Atualizado em 27/01/2017 às 22h23.

Funcionária da Caixa morre após atentado em prédio na Paralela

Marinoelia Andrade foi levada para o HGE após ser baleada em ataque, mas nao resistiu aos ferimentos

Fernanda Lima
Foto: Reprodução/Whatsapp
Foto: Reprodução/Whatsapp

Uma das vitimas baleadas em ataque ocorrido na tarde desta quarta-feira (21) no empresarial Dois de Julho, na Avenida Paralela, Marinoelia Andrade nao resistiu aos ferimentos e veio a óbito nesta noite. A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Bancários da Bahia que lamentou o ocorrido em nota.

O ataque ocorreu quando um homem armado, identificado como Glei Mário de Lemos Leal, invadiu o empresarial Dois de Julho, na Avenida Paralela, e efetuou disparos. Segundo a Central de Polícias, o suspeito estava no 15º andar quando iniciou o atentado.

Ao bahia.ba, a Polícia Militar (PM) informou que o episódio aconteceu por volta das 14h e o responsável pelo ato, que trabalhava na unidade da Caixa Econômica Federal (CEF) do prédio, atirou em duas colegas de trabalho e, em seguida, se matou.

As duas vítimas foram socorridas para os hospitais Geral do Estado (HGE) e São Rafael. A 82ª Companhia Independente (CIPM) foi enviada ao local.

A reportagem contatou a assessoria da CEF, que confirmou a ligação entre o autor da ação e a empresa, mas afirmou que os detalhes sobre o ocorrido serão repassados exclusivamente às autoridades policiais.

Devido ao episódio, as atividades na agência do centro comercial estão suspensas até a próxima segunda (26).



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.