Publicado em 04/05/2017 às 21h50.

Paraíso Tropical: jovem foi morto com 2 tiros na cabeça, diz laudo

Segundo o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), a causa da morte do jovem foi traumatismo cranioencefálico

Redação
Foto: Reprodução/Facebook
Foto: Reprodução/Facebook

 

O adolescente Guilherme dos Santos Pereira da Silva, de 17 anos, achado morto após entrar no pomar do restaurante Paraíso Tropical, no bairro do Cabula, em Salvador, para colher frutas, foi assassinado com dois tiros na cabeça. A conclusão é do laudo necroscópico realizado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) e divulgado nesta quinta-feira (4).

Segundo o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com base no laudo do DPT, a causa da morte do jovem foi traumatismo cranioencefálico, provocado por duas perfurações de arma de fogo. O suspeito do crime é um segurança do estabelecimento, que está foragido.

PUBLICIDADE