Publicado em 28/04/2016 às 21h40.

Sarau narra a trajetória do sotaque baiano desde 1549

A apresentação tem 50 minutos e os artistas cantam sambas de roda e lundus, além de interpretarem textos em prosa e poesia

Redação
(Foto Divulgação)
(Foto Divulgação)

 

A partir de maio, quem quiser conhecer um pouco mais sobre  o sotaque baiano, e sua evolução ao longo dos anos, pode o fazer de forma divertida assistindo o espetáculo “Sarau da Caixa – Sotaque Baiano”.

O sarau ocorrerá todas as terças-feiras a partir das 20h. O roteiro é assinado pela escritora Aninha Franco, cujo teor mostra a mudança, ao longo dos anos, do jeito de falar do baiano desde 1549 até os dias de hoje. Os ingressos poderão ser encontrados na própria Caixa Cultural, na Avenida Carlos Gomes, a partir das 9 horas, com preços populares.

A apresentação tem 50 minutos e  os artistas cantam sambas de roda e lundus, além de interpretarem textos em prosa e poesia, que passeiam pela dramaturgia dos jesuítas Gregório de Mattos e Castro Alves.

Cartaz – O espetáculo esteve em cartaz em 2015 com objetivo de reviver encontros vividos no Teatro XVIII, na década de 90.

Em cena, estarão os atores Rita Assemany e Amaurih Oliveira, as escritoras Mabel Velloso e Aninha Franco, a cantora Will Carvalho e o compositor Luciano Salvador Bahia.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.