Publicado em 04/12/2020 às 14h48.

Valor do metro quadrado de imóveis cai em cinco bairros da capital em outubro

Caminho das Árvores é o que registrou maior queda entre os dez bairros mais procurados, saindo de R$ 30,60 em setembro para R$ 19,12 em outubro

Redação
Foto: Divulgação/Setur
Foto: Divulgação/Setur

 

O valor do metro quadrado de imóveis para alugar caiu em cinco bairros de Salvador no mês de outubro. Das dez regiões que concentram maior quantidade de ofertas, a variação entre o valor mais alto e o mais baixo é de -62,6%.

Os dados são do relatório de Inteligência Imobiliária da APSA, divulgado nesta sexta-feira (4). De acordo com o levantamento, o bairro Caminho das Árvores teve maior queda no valor do metro quadrado, saindo de R$ 30,60 em setembro para R$ 19,12 em outubro. A variação é de -37%.

O Rio Vermelho também foi impactado, mas com queda de 8% no valor dos imóveis para alugar. O metro quadrado saiu de R$ 25,21 para R$ 23,18. É no bairro também onde os imóveis passaram a demorar mais tempo vagos: de média de 24 dias entre novembro de 2018 a outubro de 2019 para 36 dias, em relação a novembro de 2019 e outubro de 2020.

Por outro lado, Barra e Ondina tiveram alta de 5,9% e 4,9%, respectivamente, nas ofertas de aluguel no valor médio do metro quadrado no período analisado. Ondina, inclusive, é o bairro com valor mais alto do metro quadrado, R$ 37,52. Barra aparece em seguida, valendo R$ 36,97.

O bairro com aluguel mais desvalorizado é o Imbuí. A região fechou outubro com o metro quadrado do aluguel valendo R$ 14,05.

De acordo com o levantamento, os valores médios de imóveis para locação por metro quadrado são: Ondina, R$ 37,52; Barra, R$ 36,97; Horto Florestal, R$ 32,59; Armação, R$ 29,53; Pituba, R$ 26,21; Itaigara, R$ 24,62; Rio Vermelho, R$ 23,18; Graça, R$ 21,44; Caminho das Árvores, R$ 19,12; e Imbuí, R$ 14,05.