Publicado em 09/06/2020 às 15h11.

Vereadora diz que bancos de sangue têm rejeitado doações de homossexuais

Marta Rodrigues (PT) ressalta que STF já declarou ser inconstitucional essa orientação de rejeição

Raphael Minho
Foto: Matheus Morais/bahia.ba
Foto: Matheus Morais/bahia.ba

 

Bancos de sangue tem rejeitado doações de pessoas homossexuais sexualmente ativos, de acordo com uma denúncia realizada pela vereadora de Salvador, Marta Rodrigues (PT), nas redes sociais. A parlamentar acusa a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Ministério da Saúde de orientarem os homocentros a essa prática.

Em sua publicação no Twitter, a petista ressaltou a decisão do Supremo Tribunal Federal que declarou ser inconstitucional essa proibição de doação de sangue e classificou a atitude dos órgãos como um “absurdo” e “retrocesso”.

“Mesmo com bancos de doação sofrendo com o baixo estoque, existe essa orientação de rejeição que poderiam salvar muitas vidas. O preconceito e a discriminação agem assim. Vão matando direta ou indiretamente com suas práticas nocivas”, disse.