Publicado em 13/07/2019 às 11h51.

Morre Dilma Jane, mãe da ex-presidente Dilma Rousseff

Aos 95 anos, ela lutava contra graves problemas de saúde; petista retorna de Londres para participar do velório

Redação
Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

 

A mãe da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), a senhora Dilma Jane, morreu neste sábado (13), em Belo Horizonte, Minas Gerais, aos 95 anos. Há algum tempo ela lutava contra graves problemas de saúde e recentemente sofreu uma embolia pulmonar e um acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico transitório.

Em Londres, Dilma vai retornar o quanto antes à Minas Gerais para acompanhar o velório da mãe. Em 2011, quando Dilma assumiu o presidência da República, Dilma Jane foi morar com ela no Palácio da Alvorada.

Nas redes sociais, aliados políticos e amigos se solidarizaram com a perda de Dilma Rousseff, deposta em 2016 após sofrer um impeachment. O senador baiano Jaques Wagner foi um deles. No Twitter, ele se solidarizou junto com a sua esposa, com a morte de “Dona Dilminha”, como segundo ele era conhecida a mãe da ex-presidente.

Wagner reforçou que Dilma Jane teve papel “importantíssimo” na resistência contra a ditadura militar de 64, “ao arbítrio imposto” à sua filha e demais companheiros.

Vice na chapa de Fernando Haddad (PT) nas eleições de 2018, Manuela D’Ávila (PCdoB) mandou um “abraço carinhoso” à petista, pela “passagem” da sua mãe, assim como o vereador Eduardo Suplicy (PT). O ex-senador enviou os seus “sentimentos” à Dilma pela perda da mãe, que foi a “responsável” por hoje ela ser uma mulher “maravilhosa e corajosa”.

PUBLICIDADE