Publicado em 15/01/2019 às 22h20.

Confira sete dicas para economizar na compra de material escolar

Para evitar gastos supérfluos, é importante lembrar-se de filtrar os pedidos das crianças e adolescentes e também de checar a lista apresentada pelas escolas

Redação
Foto: Wilson Dias/ABr
Foto: Wilson Dias/ABr

 

Além das tradicionais despesas de início de ano, os pais ainda têm que acomodar no orçamento a compra de material escolar.

Para evitar gastos supérfluos, é importante lembrar-se de filtrar os pedidos das crianças e adolescentes e também de checar, com bom senso, a lista apresentada pelas escolas. Nem tudo o que é pedido ali tem uma justificativa razoável.

Pesquisar os preços em diversas lojas e livrarias também é essencial para reduzir as despesas.

Confira sete dicas para comprar o material escolar deste ano:

1. Verifique quais itens você já tem em casa Lápis, canetas, réguas e mochilas, por exemplo, costumam durar mais de um ano e podem ser reutilizados.

2. Faça trocas com outros alunos Procure os pais dos estudantes das outras séries e troque livros usados; em geral, as escolas mantêm a mesma lista.

3. Compre por atacado O contato com os outros pais também vale para combinar compras conjuntas, o que garante maiores descontos.

4. Pague à vista Os estabelecimentos costumam oferecer preços mais atrativos para quem paga com dinheiro ou no cartão de débito.

5. Avalie o prazo e o valor das parcelas Se precisar dividir, opte por pagamentos que caibam no bolso para não comprometer o orçamento do ano.

6. Converse com seus filhos Para evitar ceder a pedidos, explique que o objetivo é adquirir apenas os itens da lista antes de sair às compras.

7. Atenção a itens proibidos Produtos de uso coletivo, como material de escritório e de limpeza, não podem ser exigidos pelas escolas. Da Folha.

PUBLICIDADE