Publicado em 01/05/2017 às 19h30.

Fazendeiros atacam aldeia e decepam mãos de índios no MA

De acordo com o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), dezenas de nativos ficaram feridos após serem surpreendidos por grupo armado na cidade de Viana

Redação
Foto: Reprodução/ WhatsApp
Foto: Reprodução/ WhatsApp

 

Dezenas de índios ficaram feridos após uma aldeia na cidade de Viana, no norte do Maranhão, ser atacada por um grupo de fazendeiros, no domingo (30), informou o Conselho Indigenista Missionário (Cimi) nesta segunda-feira (1º). Dois deles tiveram as mãos decepadas.

De acordo com a Pastoral da Terra, os nativos foram pegos de surpresa com a chegada nos latifundiários, armados com pistolas, pedaços de pau e facões. “Eles invadiram e já foram atirando e tentando cercar a gente. Circular pra nós ficarmos no meio. Foi aí que só senti o impacto”, relatou um sobrevivente ao G1.

Entre os lesionados, dois ainda estão internados em estado grave no Hospital Socorrão 2, em São Luís. Eles foram atingidos por disparos de armas de fogo e passaram por intervenções cirúrgicas. Segundo o Cimi, um levou um tiro no peito e teve as duas mãos decepadas; o outro, além das mãos, teve os “joelhos cortados nas articulações”.

Os índios que sofreram ferimentos mais leves receberam alta na manhã desta segunda.