Publicado em 28/10/2020 às 10h03.

Alemanha: Merkel quer fechar todos os bares e restaurantes para conter coronavírus

País foi amplamente elogiado no início da pandemia por manter taxa de infecção baixa, mas agora enfrenta crescimento maior do que o esperado

Redação
Angela Merkel, chanceler alemã (Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)
Angela Merkel, chanceler alemã (Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil)

 

Amplamente elogiada no início da pandemia por conseguir manter sua taxa de infecção do coronavírus bem abaixo da de outros países, a Alemanha pode fechar todos seus bares e restaurantes, em uma tentativa de contar a disseminação da Covid-19, que passou a crescer além do esperado.

Chanceler do país, Angela Merkel quer que os primeiros-ministros dos Estados concordem com o fechamento já a partir de 4 de novembro. A ideia é manter, contudo, escolas e berçários abertos.

Pelas novas restrições, seria permitido sair apenas para locais públicos com pessoas que moram na mesma casa e membros de outras pessoas que vivem em uma mesma casa. Segundo a resolução, haverá punição para quem quebrar as regras.

O documento aponta que o crescimento exponencial em infecções em quase todas as regiões do país significa que muitas autoridades locais de saúde não podem localizar e rastrear todas as infecções, então é necessário reduzir significativamente o contato entre as pessoas agora na esperança de que restrições amplas não sejam necessárias durante o período do Natal.

Se os líderes dos 16 Estados da Alemanha concordarem com o esboço durante uma teleconferência nesta quarta (28), academias de ginástica, discotecas e cinemas também serão fechados, assim como teatros, casas de ópera e locais de shows.

As lojas poderão permanecer abertas se implementarem medidas de higiene e limitarem o número de clientes, enquanto restaurantes poderão apenas servir refeições para serem retiradas. Com informações da Reuters.