Publicado em 17/01/2021 às 15h00. Atualizado em 17/01/2021 às 18h18.

Anvisa autoriza por unanimidade uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford

Três dos cinco diretores da Diretoria Colegiada do órgão de regulação votaram a favor da utilização pública dos imunizantes

Redação
Foto: Divulgação/ Governo de São Paulo
Foto: Divulgação/ Governo de São Paulo

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial das vacinas CoronaVac e de Oxford/AstraZeneca. Todos os diretores da Diretoria Colegiada do órgão foram favoráveis à utilização dos imunizantes em caráter experimental, dado o ineditismo que isso acontece no Brasil.

A reunião extraordinária terminou por volta das 15h20 deste domingo (17), mas às 15h já havia sido formada maioria simples para utilização dos imunizantes. Três dos cinco diretores da Diretoria Colegiada do órgão de regulação votaram a favor das vacinas – a relatora Meiruze Sousa Freitas, Romison Mota e Alex Machado Campos. A decisão da Anvisa passa a valer a partir do momento que houver a comunicação oficial aos laboratórios.

Em seu voto, a relatora condicionou a autorização ao Instituto Butantan, que desenvolve a CoronaVac no Brasil em parceria com a Sinovac, à assinatura de um termo de compromisso. O objetivo do documento é sanar alguns pontos do estudo, como a capacidade de imunização.

“Guiada pela ciência e pelos dados, a equipe concluiu que os benefícios conhecidos e potenciais dessas vacinas superam seus riscos. Os servidores vêm trabalhando com dedicação integral e senso de urgência”, destacou a relatora.

Após leitura do voto da relatora, expuseram seus posicionamentos os diretores Romison Mota e Alex Machado Campos. Este último foi indicação do bloco político do Centrão, já no governo de Jair Bolsonaro.

Posteriormente votaram Cristiane Rose Jourdan Gomes e o presidente da Anvisa, o médico e contra-almirante Antônio Barra Torres. Ao acolher integralmente, o diretor da Anvisa recomendou que as pessoas continuem usando máscaras e confiem nas vacinas aprovadas pelo órgão.

 

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.