Publicado em 26/01/2021 às 19h15.

‘Anvisa precisa deixar má vontade de lado’, diz Rui sobre aprovação de vacinas

Para governador, a agência deveria 'criar condições necessárias para receber vacinas'

Paloma Teixeira
Foto: Fernando Vivas/Gov-BA
Foto: Fernando Vivas/Gov-BA

 

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), voltou a criticar a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) por não autorizar a aplicação de vacinas contra o novo coronavírus sem que testes tenham sido realizados no Brasil. Em entrevista à Rádio CBN, nesta terça-feira (26), o mandatário afirmou que “a Anvisa precisa deixar a burocracia de lado, precisa deixar a má vontade de lado”.

Para o petista, a agência deveria “criar condições necessárias para receber vacinas”, contudo, ela tem dificultado este processo. Ele chegou a citar uma fala do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), quando ele afirmou que os laboratório deveriam demonstrar interesse na venda dos imunizantes. Para Rui Costa, a situação é oposta.

“Não são os laboratórios que estão desesperados para vender vacinar, são os países que estão desesperados [para comprar]”, afirmou.

Ainda segundo o governador, a população no momento está preocupada apenas “se a vacina tem qualidade, se é segura e eficaz”. Para ele, se todos os países do mundo seguissem a lógica de aprovação da Anvisa, seriam necessários 10 anos para vacinar toda população mundial.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.