Publicado em 10/07/2020 às 22h06.

Após reunião com 100 prefeitos, Rui anuncia decreto com restrições para interior baiano

Governador defendeu proibição de circulação noturna em cidades com crescimento nas taxas de contaminação e reforço na fiscalização

Arivaldo Silva
Paula Fróes/GOVBA
Paula Fróes/GOVBA

 

O governador Rui Costa definiu um protocolo após se reunir com 100 prefeitos baianos. Dentre as ações, estão a proibição de circulação à noite e reforço do policiamento para garantir o cumprimento das determinações. Assim como em Salvador, a orientação é retomar a economia após controle na ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s).

No decreto, que deve ser publicado no sábado (11), estão medidas como a proibição da circulação de pessoas à noite; funcionamento apenas do comércio essencial; reforço na fiscalização, com auxílio da Polícia Militar (PM), para evitar que infectados descumpram o isolamento social, além do aumento das testagens.

Na última quinta-feira (9), o gestor havia adiantado que estava preparando um decreto para tratar do assunto em razão do aumento de contaminados atribuído aos festejos juninos. Nos últimos três dias, Rui Costa fez reuniões virtuais com os prefeitos dos 100 municípios que estão em situação mais crítica no estado para definir um protocolo

A Bahia registrou, nas últimas 24h, 2.867 novos casos de Covid-19 e 55 mortes por causa da doença, segundo informações divulgadas no último boletim da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab). O estado contabiliza 101.186 casos confirmados de Covid-19 e 2.383 mortes, desde o início da pandemia.

“É proibido ir na rua quem estiver testado positivo, é crime. A pessoa que sabe que está contaminada e vai pegar ônibus, na feira, é crime. Estou pedindo aos prefeitos, Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil, empenho”, disse o governador.

Rui Costa acredita que as medidas são necessárias por causa do aumento dos casos depois do São João.

“Hoje nós estamos com a maior taxa de crescimento desde o início da pandemia e eu diria que há unanimidade entre os prefeitos de que o que provocou isso foram as festas juninas. A última quinzena de junho foi quando disparou, e é isso que nós estamos querendo conter”, disse o governador.

O governador defendeu a proibição de circulação noturna em cidades do interior com grande número de casos da Covid-19, conhecida como toque de recolher.

“Vamos restringir em várias cidades a circulação noturna, estamos reforçando policiamento. Essa aglomeração à noite não gera emprego, não leva a saúde. Acho que o jovem pode, durante uma semana, evitar esse contato para que a gente derrube essa taxa”, continuou Rui Costa.