Publicado em 09/04/2020 às 18h00.

Deputado quer suspensão de taxas e multas para transporte complementar

Motivo é a limitação na circulação dos veículos, decorrente das medidas de distanciamento social por causa da pandemia

Redação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

O deputado Robinson Almeida (PT) quer a suspensão da cobrança de taxas, tarifas e multas dos permissionários do transporte complementar. O motivo é a limitação na circulação dos veículos, decorrente das medidas de distanciamento social.

O pedido de indicação foi apresentado na Assembleia Legislativa da Bahia, com destino a Carlos Henrique Martins, diretor da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba).

“Essa medida, com efeito, decorre do generalizado estado de incerteza instaurado com a pandemia do novo coronavírus. Os reflexos do isolamento social recomendado pelas autoridades, imprescindível e necessário à contenção das infecções humanas, frise-se, tem resultado, por outro lado, em diminuição da renda das pessoas, em particular dos permissionários do subsistema complementar de transporte coletivo, reduzindo-lhes a capacidade de honrar os compromissos financeiros assumidos”, argumenta o deputado, que também preside a Comissão Especial para Regulamentação do Transporte Complementar na Bahia.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.