Publicado em 26/10/2020 às 16h18.

Doses da CoronaVac devem chegar no Brasil em uma semana, diz Doria

A aquisição de seis milhões de doses da vacina foi autorizada pela Anvisa; imunizante tem sido desenvolvido pela Sinovac e pelo Butantan

Redação
Foto: Divulgação/ Governo de São Paulo
Foto: Divulgação/ Governo de São Paulo

 

O governador de São Paulo, João Doria, afirmou nesta segunda-feira (26) que as primeiras seis milhões de doses da vacina CoronaVac devem chegar ao Brasil em até uma semana. O imunizante tem sido desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac e pelo Instituto Butantan.

De acordo com informações de O Globo, a aplicação da vacina na população ainda vai depender da conclusão de estudos clínicos e da aprovação final da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Além das seis milhões de doses já embaladas da vacina, o acordo do Butantan com a Sinovac prevê entrega de mais 40 milhões de doses da vacina até dezembro. Neste caso, ainda é preciso autorização da Anvisa para importação de insumos da China.

A conclusão dos estudos e posterior submissão de registro na agência reguladora dependem de dados que comprovem a eficácia da vacina. Para tanto, é preciso comparação entre um número mínimo de voluntários infectados pelo coronavírus, voluntários que tomaram placebo e o terceiro grupo, que recebeu a vacina em teste.

Atualmente, 13 mil voluntários de sete estados e Distrito Federal participam do teste. Segundo o Butantan, 9 mil voluntários já foram imunizados, todos profissionais de saúde em atuação no enfrentamento à Covid-19.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.