Publicado em 11/08/2020 às 16h28.

Em 15 dias, shoppings de Salvador registraram cinco infectados

Segundo dados da Abrasce, 13 pessoas tiveram variação de temperatura e fizeram testes; nenhum cliente

Adriano Villela
Foto: Larissa Barreto/divulgação
Foto: Larissa Barreto/divulgação

 

Reabertos desde 24 de julho, os shoppings de Salvador registraram desde então 13 pessoas com variação de temperatura e que foram submetidas a testagem para Covid-19. Destes, cinco testaram postivo. Os dados são da Associação Brasileira de Shoppings Centers (Abrasce). Destes, nenhum caso envolveu consumidores segundo o coordenador regional da entidade, Edson Piaggio.

“A fase 1 da retomada (iniciada no dia 24) se destacou pela colaboração da população, seguindo rigorosamente os protocolos”, relatou Piaggio. No movimento de público, o coordenador estima que os centros de compra estejam recebendo cerca de 45% a 50% do seu público habitual – média de 400 pessoas diárias por empreendimento – e entre 30% a 35% da capacidade total.

Números econômicos devem ser divulgados em setembro, depois de completado um mês do retorno após a parada provocada pelo novo coronavírus. Piaggio adianta que a semana passada, em virtude do dia dos país, representou um aumento de 30% do movimento frente aos sete dias anteriores à reabertura.

No começo

O coordenador avalia que nova melhora deve acontecer a partir da fase 2, iniciada na segunda-feira (10), com a reabertura de praça de alimentação, academias de ginástica e segmento de beleza. “A praça de alimentação aumenta o tempo de permanência e isso possibilita um crescimento do consumo”, frisa.

Porém, a volta do movimento pré-isolamento social deve demorar. Para Piaggio, isso só vai acontecer a partir de 2021. A reabertura ainda está muito no começo, explica. “Depende muito da recuperação da economia como um todo. Como o PIB vai ter queda este ano, (a retomada completa) só vai acontecer em 2021 ou 2022”, concluiu.