Publicado em 16/01/2022 às 15h00.

Ministério da Saúde e Anvisa investigam erro em vacinação infantil na Paraíba

Aproximadamente 40 crianças receberam vacinas vencidas e de adulto

Redação
Foto: Sandro Araújo/Agência Saúde DF
Foto: Sandro Araújo/Agência Saúde DF

 

Aproximadamente 40 crianças receberam, no sábado (15), equivocadamente vacinas vencidas e de adultos contra a Covid-19, em uma UBS do município paraibano de Lucena.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou à CNN que acompanha o caso. “Por isso, é importante ter cautela na aplicação das doses. O Ministério da Saúde acompanha todos os eventos adversos relacionados com as vacinas contra a Covid-19“, afirmou.

Quem também se manifestou sobre o ocorrido foi a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A agência informou que “a apuração das circunstâncias da vacinação está em curso. Somente após, a autarquia poderá avaliar ações”.

A Secretaria de Saúde da Paraíba informou que as crianças vacinadas apresentaram reações leves, como febre e dor no local da injeção. O caso está sendo investigado pelo Ministério Público Federal da Paraíba.

A história veio à tona após uma mãe publicar nas redes sociais um vídeo do cartão de vacinas dos filhos com a informação de que eles foram vacinados contra o coronavírus no início de janeiro, antes da chegada das doses corretas da vacina infantil no Brasil.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.