Publicado em 20/05/2020 às 17h24.

Lula pede desculpas após agradecer a natureza por pandemia

"Usei uma frase totalmente infeliz", afirmou o ex-presidente

Redação
Foto: Ricardo Stuckert
Foto: Ricardo Stuckert

 

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) pediu desculpas na tarde desta quarta-feira (20) por ter dito que o surgimento da pandemia do coronavírus foi uma maneira positiva de alerta para o atual governo.

“Usei uma frase totalmente infeliz. E a palavra desculpa foi feita pra gente usar com muita humildade. Se algum dos 200 milhões de brasileiros ficou ofendido, peço desculpas. Sei o sofrimento que causa a pandemia, a dor de ter os parentes enterrados sem poder acompanhar”, afirmou.

 

 

O ex-presidente havia afirmado em uma entrevista, na terça-feira (19), à Carta Capital que “ainda bem” que a natureza havia criado “o monstro chamado coronavírus”.

“Quando eu vejo essas pessoas acharem bonito que tem que vender tudo que é público, que o público não presta nada… Ainda bem que a natureza, contra a vontade da humanidade, criou esse monstro chamado coronavírus. Porque esse monstro está permitindo que os cegos enxerguem, que os cegos comecem a enxergar, que apenas o Estado é capaz de dar solução a determinadas crises”, disse o ex-presidente.

Lula ainda criticou os problemas envolvendo o auxílio emergencial de R$600. “Eles prometeram e sequer eles cumpriram com a tarefa de dar R$ 600 e as pessoas ficarem em casa e se protegerem do coronavírus”, disse o presidente.

Ele ainda comentou que o atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está cometendo genocídio ao receitar a cloroquina. Para o petista, o presidente está cometendo um crime de responsabilidade por não respeitar a ciência.

 

 

PUBLICIDADE