Publicado em 01/12/2020 às 14h42.

Ministério da Saúde indica que vacina da Pfizer não tem o perfil desejado para o país

Justificativa é que as doses da vacina desenvolvida pelo laboratório estadunidense exige conservação a -70ºC, enquanto a pasta quer quer as doses possam ficar em temperaturas de 2ºC a 8°C

Redação
Foto: Governo de São Paulo
Foto: Governo de São Paulo

 

O Ministério da Saúde informou nesta terça-feira (1) que as vacinas contra a Covid-19 que serão incluídas no Plano Nacional de Imunização devem ser termoestáveis e que possam ser armazenadas em temperaturas de 2ºC a 8ºC. Com isso, é possível concluir que as vacinas da estadunidense Pfizer e a alemã BioNTech não deve ser aplicada no Brasil, por exigirem armazenamento com temperaturas de -70ºC.

Nesta terça-feira (30), a Pfizer pediu autorização às autoridades de regulação de medicamentos da Europa para uso emergencial da sua vacina. Este processo já foi iniciado no Estados Unidos, após a vacina apresentar 95% de eficácia contra o novo coronavírus.