Publicado em 30/10/2020 às 14h25.

Mourão diz que Brasil comprará vacina da China: ‘Lógico que vai’

Vice-presidente contrariou determinação do presidente Bolsonaro sobre a Coronavac e declarou que o assunto "é briga política com o Doria"

Redação

Foto: Alan Santos/PR
Foto: Alan Santos/PR

 

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou nesta sexta-feira (30) que o governo federal vai comprar a vacina chinesa contra a Covid-19. A vacina está sendo desenvolvida pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Para Mourão, as declarações do presidente Jair Bolsonaro, que disse que não iria comprar o imunizante, é “briga política com o Doria”.

“Essa questão da vacina é briga política com o Doria. O governo vai comprar a vacina, lógico que vai. Já colocamos os recursos no Butantan para produzir essa vacina. O governo não vai fugir disso aí”, declarou Mourão, em entrevista à revista Veja.

A polêmica sobre a compra da vacina chinesa iniciou na quarta-feira passada, quando, em menos de 24 horas que o Ministério da Saúde anunciou que iria adquirir cerca de 46 milhões de doses da Coronavac, o presidente Jair Bolsonaro desautorizou o ministro Eduardo Pazuello e afirmou que o imunizante contra o novo coronavírus “não será comprado”.