Publicado em 04/05/2020 às 08h10.

OMS: recuperados que tiveram teste positivo para coronavírus não se reinfectaram

Líder técnica Maria van Kerkhove afirmou à BBC que esses casos não têm vírus vivos nem reativação da doença

Redação
Foto: Creative Commons
Foto: Creative Commons

 

Pessoas que se recuperaram da Covid-19 (doença provocada pelo coronavírus) e, depois de semanas, tiveram resultado positivo para o vírus não foram reinfectadas. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, a informação  foi dada no domingo (3) pela líder técnica da OMS (Organização Mundial da Saúde), Maria van Kerkhove.

No programa Andrew Marr Show, da TV britânica BBC, ela afirmou que os testes estão reagindo com células mortas que emergem durante o processo de cicatrização dos pulmões.

“Não são vírus ativos, não é reinfecção, nem reativação”, afirmou ela. Os resultados positivos em pessoas já curadas acontecem porque os testes do tipo PCR , ou moleculares, analisam o material genético do coronavírus.

Depois de várias etapas de processamento, fragmentos são lidos pelo exame. Material genético do vírus presentes nas células mortas de pulmão expelidas depois de algumas semanas pelos recuperados acaba sendo detectado nesse processo, segundo a líder técnica da OMS.

De acordo com a Folha, Maria afirmou, no entanto, que os cientistas ainda não sabem com certeza se doentes que se curaram e desenvolveram anticorpos estão imunizados, qual a potência da imunidade e por quanto tempo ela dura.



Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.