Publicado em 21/01/2022 às 20h20.

Polícia do RJ prende homens que vendiam certificados falsos de vacinação

Ambulantes vendem cartões de vacinação falsificados por até R$ 200

Redação
Foto: Reprodução/TV Globo
Foto: Reprodução/TV Globo

 

A Polícia Militar do Rio de Janeiro prendeu, nesta sexta-feira (21), quatro ambulantes que vendiam ingressos e comprovantes falsos de vacinação na Zona Central da cidade. Eles são acusados vender cartões de vacinação falsos em branco por cerca de R$ 200.

Os documentos são usados para acessar locais onde é necessário comprovar a vacinação. Desde o ano passado, a prefeitura do Rio exige o passaporte da vacina para acessar locais de uso coletivo, como academias, piscinas, estádios, cinemas, teatros e museus.

A comprovação é exigida também para moradores de outras cidades e turistas, em locais como o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar. As cirurgias eletivas também estão restritas a vacinados.

De acordo com a lei, quem tentar fraudar o documento pode ser punido com multa de R$ 1.000. Caso a pessoa seja servidor público, a multa é de R$ 1.500.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.