Publicado em 02/07/2020 às 10h34.

Reabertura do comércio só deve ocorrer quando houver total segurança, diz presidente da Alba

Ao defender cautela, Nelson Leal (PP) lista indicadores que apontam o Brasil como o pior país no enfrentamento à pandemia

Alexandre Santos / Matheus Morais
Foto: Agência Alba
Foto: Agência Alba

 

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Nelson Leal (PP), afirmou nesta quinta-feira (2) apoiar a cautela adotada pelo governador Rui Costa (PT) e pelo prefeito ACM Neto (DEM) diante das pressões pela reabertura do comércio da capital em meio à pandemia de Covid-19.

Na avaliação de Leal, todos os indicadores da crise sanitária no país apontam que ainda não é o momento de se pensar em retomada das atividades econômicas.

“O Brasil é o único país do mundo que, depois do quinquagésimo dia, a curva não cai. O único país do mundo. Nós fomos, infelizmente, escolhidos como o pior país, de 73, como o que menos ações, menos cuidados, teve com a sua população no combate a essa pandemia”, disse durante ato simbólico das comemorações da Independência da Bahia, no bairro da Lapinha.

“Sei da importância da atividade econômica. Sei que é fundamental a nossa economia inclusive para a sobrevivência de nós mesmos, dos nossos postos. Mas a prioridade agora tem que ser a vida humana. Acho que a reabertura do comércio, de toda essa infraestrutura, só pode ocorrer no dia que tiver total segurança”, defendeu o chefe do Legislativo estadual.