Publicado em 21/01/2022 às 12h28.

Rui cita exigência no exterior para defender comprovante de vacinação no Brasil

‘Saúde dos brasileiros vale tanto quanto a dos estrangeiros’, argumenta o governador da Bahia

Jamile Amine
Foto: Fernando Vivas / Secom-BA
Foto: Fernando Vivas / Secom-BA

 

O governador Rui Costa, que nesta sexta-feira (21) editou um decreto para delimitar o público de até 1500 pessoas em eventos na Bahia, defendeu a exigência do comprovante de vacinação contra a Covid-19 no Brasil, citando o exemplo de outros países.

“Em tudo quanto é lugar no exterior está se exigindo comprovante de vacina para entrar. Por que no Brasil seria diferente? A saúde dos brasileiros vale tanto quanto a dos estrangeiros”, argumentou o petista em uma publicação no Facebook.

“Estive recentemente em missão internacional em países da Europa e da Ásia. Para entrar em qualquer restaurante me foi exigido o comprovante da vacinação, mesmo sendo governador com passaporte diplomático”, relatou Rui, criticando aqueles que se opõem à exigência do passaporte da vacina no Brasil.

“Tem pessoas que após esse tempo todo de pandemia ainda não entenderam a mensagem de que é preciso amor à vida do próximo. Hoje há 6 milhões de pessoas com o esquema vacinal em atraso no nosso estado. A batalha contra a Covid19 ainda não acabou, portanto, precisamos nos unir e fazer aquilo que já foi comprovado cientificamente que funciona: tomar a vacina!”, concluiu.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.