Publicado em 27/04/2020 às 19h40.

Rui lamenta salto de mortes e comenta pico em maio: ‘Vai ser o ponto crítico’

Governador anunciou câmaras medidoras de temperatura e obrigatoriedade de máscara no metrô

Redação
Foto: Camila Souza/GOVBA
Foto: Camila Souza/GOVBA

 

O governador Rui Costa lamentou, na noite desta segunda-feira (27), o aumento do número de mortos pela infecção do novo coronavírus na Bahia – que, só hoje, saltou de 76 para 83. “Estamos lá embaixo entre os estados na taxa de contaminação, mas houve esse salto de óbitos”, comenta, ao analisar, contudo, que o pior está por vir.

Nas palavras de Rui, cálculos feitos por especialistas apontam para um pico da doença no mês que se aproxima: “Vai ser o ponto crítico da totalidade dos casos nos estados”, resume. De acordo com o governador, a Bahia está se preparando para o momento. Como uma das medidas para a fase clímax da Covid-19, Rui afirmou que viabiliza a compra de câmaras capazes de medir a temperatura de várias pessoas ao mesmo tempo.

“Hoje eu conversei com Bruno Dauster [Casa Civil] sobre as câmaras. Nós compramos e vamos testar. Vai servir para este momento, e também na retomada. Nós vamos testar em duas ou três estações de metrô e fazer o teste”, comentou o gestor, que também reforçou a obrigatoriedade do uso de máscaras em todas as estações a partir da próxima semana.

“Assim vamos identificar as pessoas que têm febre para que elas não ingressem no metrô e se tudo der certo, vamos instalar em todas [as estações] e aí as pessoas que estiverem ali vão estar seguras de que não há ninguém com esse sintoma, ninguém febril”.

Flexibilização
Rui Costa disse ainda que o critério para liberar a flexibilização das medidas de isolamento têm ligação direta com o tempo em que o município em questão não registra casos. Segundo ele, 37 cidades baianas já estão com medidas mais brandas, pois não têm novos infectados há 14 dias ou mais.

“Vamos seguir esse critério dos 14 dias ou mais sem registro. Meus parabéns aos municípios que, ao adotar as medidas, melhoraram a situação. Nós precisamos fazer nossa parte”, reforçou Rui, ao indicar que outros 92 municípios ainda têm casos ativos da doença – ou seja, pessoas com potencial de transmissão.

Como exemplo das que seguem com medidas restritivas, citou Ilhéus e Itabuna, no sul baiano, onde há uma crescente de casos. “Tem me preocupado muito, mas conversei hoje com os prefeitos”. Mais cedo, o governo anunciou a inauguração do Unidade de Atendimento da Covid-19 em Ilhéus.

PUBLICIDADE