Publicado em 01/04/2021 às 15h22.

Vacina tomada por empresários de BH era soro fisiológico, afirma PF

Cuidadora de idosos de passou por enfermeira para aplicar as doses

Redação
Foto: Divulgação/Sesab
Foto: Divulgação/Sesab

 

A Polícia Federal confirmou que as supostas doses de vacina contra Covid-19 aplicada em empresários de Belo Horizonte (MG) eram na verdade soro fisiológico. O material foi aprendido com uma cuidadora de idosos que fingiu ser enfermeira e é acusada de vender  os “imunizantes”.

“Os resultados dos exames são compatíveis com a descrição contida no rótulo do produto, ou seja, que o mesmo se trata de produto farmacêutico denominado soro fisiológico (solução cloreto de sódio)”, diz o documento obtido pela Globonews.

A falsa vacinação teria acontecido na garagem de uma empresa de transporte. Devido a uma lista com 80 nomes, a PF ainda suspeita que outras pessoas possam ter passado pelo procedimento. A cuidadora de idosos tem passagem pela polícia por furto e pode ser condenada a uma pena que varia de 10 a 15 anos de prisão.

Este site armazena cookies para coletar informações e melhorar sua experiência de navegação. Gerencie seus cookies ou consulte nossa política.